Publicidade
SBT Sports

Fábio Santos diz que Mundial no Corinthians foi mais importante que no São Paulo

O lateral-esquerdo do Timão foi entrevistado ao vivo no Arena SBT desta semana

Fábio Santos diz que Mundial no Corinthians foi mais importante que no São Paulo

11/12/2020

Publicidade
O entrevistado do Arena SBT da última segunda-feira (07) foi o lateral-esquerdo do Corinthians, Fábio Santos. No bate-papo raiz, ele começou falando sobre sua volta ao Corinthians neste ano.

"Eu tenho um história muito bacana dentro do Corinthians. Eu sou de São Paulo também, da capital, voltar para ficar perto da minha família. Tem alguns convites que é impossível recusar e o Corinthians é um deles. Meu momento profissional mais bacana, tudo aquilo que eu vivi, foi dentro do Corinthians, e poder retornar e tentar viver tudo aquilo novamente é o que me deixa feliz, me deixa entusiasmado", afirmou ele.

Título mais importante

O comentarista e também ex-lateral Cicinho, questionou qual título Mundial foi o mais importante em sua carreira. Em 2005, com o São Paulo, ou em 2012, com o Corinthians.

"Em 2005, uma das coisas que me deixaram chateado, foi que no Mundial a equipe titular é a que tira foto. Os reservas não entram no campo. E aquilo serviu de uma motivação gigantesca pra mim. Poder voltar em 2012, como titular, por estar na foto e ter participado diretamente dos dois jogos, os 90 minutos, eu tenho um carinho especial", explicou.

Cicinho e Fábio Santos jogaram juntos no São Paulo, entre 2004 e 2005, e o entrevistado ainda jogou com Emerson Sheik, entre 2011 e 2015.  O jogador do Timão aproveitou para brincar com os amigos: "O Sheik acabou com a minha carreira dentro de campo, o Cicinho quase acabou com ela fora de campo", se divertiu.

Duílio presidente

Outro ex-jogador, Emerson Sheik perguntou como é a relação dos jogadores com o novo presidente do Corinthians, Duílio Monteiro, e qual será a principal mudança em relação a atual gestão de Andrés Sanchez. 

"O Duílio é um cara muito simples, muito fácil de lidar. Ele Não tem a imposição do Andrés, a maneira como ele reage as coisas e conversa, que todos nós conhecemos. Ele é desse jeito e nós aprendemos a lidar com essa maneira. Mas o Duílio é um cara muito leve, que conversa com os jogadores, escuta bastante, aceita tudo aquilo que a gente tem para dizer. Então eu acredito que vai ser um dia a dia muito mais leve. Todos os jogadores adoram ele e a gente torce para que ele possa fazer uma administração bacana, correta e que o Corinthians possa voltar a brigar por títulos", concluiu.

Publicidade
Publicidade

Veja também

Publicidade
Publicidade